Jovem Artista Sem Mãos Pinta Desenhos Ultra Realistas

Quantas vezes tentamos encontrar desculpas para não fazer isso ou aquilo em nossa vida ou durante o nosso dia. Uma dor de cabeça ou nas costas, cansaço, estresse e tantas outras desculpas esfarrapadas são motivos para que nós deixemos de realizar muitas coisas ou de aproveitar chances e oportunidades que surgem para nós. E isso nós fazemos mesmo tendo a saúde perfeita e o corpo perfeito. Agora, se sendo perfeitos reagimos assim aos problemas e dificuldades que aparecem, imagine se não tivéssemos nossas mãos.

Os limites estão em nossa mente

Não é raro vermos pessoas que possuem algum tipo de deficiência e que convivem com essa deficiência como se ele não existisse, ou pelo menos tentam viver da maneira mais confortável possível, vencendo as suas limitações e vivendo um dia de cada vez.

Quando vemos pessoas assim tendo mais disposição do que nós para lutar por seus objetivos e correr atrás dos seus sonhos, muitas vezes nos sentimos envergonhados por nossa falta de coragem para lutar por aquilo que desejamos.

E se eu te disser, então, que um rapaz polonês que nasceu sem as mãos venceu essa limitação e hoje cria desenhos incrivelmente realistas? Imagino que a partir daí você vai começar a entender que os limites na verdade estão apenas em nossa mente, e quando dizemos que vamos fazer algo ou não vamos fazer algo, a única coisa que nos move é o nosso pensamento positivo ou negativo, a nossa vontade de vencer e a nossa coragem de tentar e tentar até conseguir encontrar um modo de ter o que desejamos.

Conheça Mariusz Kedzierski, o artista sem mãos

Como uma grande inspiração para quem possui as mãos e também para pessoas deficientes como ele, Mariusz provou que o corpo e a mente podem se harmonizar quando a vontade de vencer é maior do que a pena que sentimos de nós mesmos. Mariusz nasceu sem as mãos por algum motivo que os profissionais não souberam identificar, e durante 16 anos de sua vida tentou tratar o problema, porém sem sucesso.

Cansado de esperar que as coisas se resolvessem, decidiu que iria lutar pelo seu futuro da maneira com ele é. Segundo Mariusz, depois que ele aceitou a sua condição as coisas ficaram mais fáceis, e ele percebeu que por algum motivo a sua deficiência o ajudou a chegar onde está hoje

Ele aprendeu a desenhar sozinho, experimentando o melhor modo de segurar o lápis, e conseguiu desenvolver a sua técnica para isso. Hoje ele é capaz de desenhar rostos e outras gravuras com uma perfeição e realismo impressionantes, tanto que uma das suas gravuras ganhou o prêmio Artist Award 2013 Best Global em Viena.

É claro que Mariusz passou pela fase da não aceitação e por vezes perguntou a Deus porque ele tinha que nascer sem os braços, mas depois de vencer essa fase Mariusz conseguiu desenvolver todo o seu potencial para a arte e ainda sonha ir mais além. O seu desejo é não somente viajar o mundo desenhando, mas também se tornar um palestrante motivacional a fim de mostrar para as pessoas que todos nós podemos fazer o que quisermos se tivermos coragem de lutar por nossos sonhos e objetivos.

Se desenhar assim é difícil? Mairusz não sabe dizer, afinal, conviveu toda a sua vida com a deficiência, e por isso para ele desenhar é desenhar. E para nós? Ele desenha ou supera a si mesmo a cada dia?

SHARE

NO COMMENTS